Após o alerta, pelo Governo do Estado, de que Sorocaba e Campinas caminham para as zonas mais perigosas da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho (PSL), anunciou na tarde desta sexta-feira (19), em entrevista coletiva no Paço Municipal, a regressão de fase no Plano São Paulo de retomada econômica.  A partir de segunda-feira (22), o comércio não essencial (lojas de rua, galerias, shoppings, etc) voltarão a ficar fechados, por um período de sete dias. As atividades religiosas também estarão suspensas. A decisão não afeta o comércio considerado essencial, como farmácias e supermercados.

Durante uma semana, os serviços municipais também voltarão a ser restritos no Paço Municipal, nas Casas do Cidadão e nos Cras. Conforme a prefeita, só haverá atendimento presencial “para os casos em que não possa ser feito on-line.”

Aumento de casos

Conforme as informações atualizadas da Secretaria da Saúde (SES), a cidade chegou a 3.129 casos da doença, com 350 novas confirmações nas últimas 24 horas. Deste aumento, 241 casos são referentes à testagem rápida da população carcerária da Penitenciária 2 de Aparecidinha, conforme inquérito sorológico da Secretaria da Administração Penitenciária.

Em relação ao total de 3.129 confirmações, 837 casos referem-se à população carcerária. O número de óbitos pela doença na cidade é de 89 mortes. Há 47 pessoas em UTI, o que representa novo recorde. Os casos descartados são 6.188, e 191 pessoas aguardam resultado de exames.