Publicado em 17/12/2021 - 15:26 Por Pastor Daaber Santos 


São Paulo está em estado de atenção para o aumento de casos de gripe, mas o governador João Dória afirma que ainda que não é possível confirmar uma epidemia no estado. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, na capital paulista, só nos primeiros 15 dias de dezembro, foram realizados 91,8 mil atendimentos de síndrome gripal, enquanto em todo o mês de novembro, foram 111,9 mil atendimentos. Metade dos casos de dezembro, cerca de 45 mil, foram classificados como suspeita de covid-19.

O diagnóstico clínico de ambas as doenças, covid-19 ou gripe, é semelhante e a diferenciação é feita pelas análises laboratoriais. Nas últimas semanas, tem se observado aumento nos casos de sintomas respiratórios ao mesmo tempo em que não há aumento de testagem positiva para covid.

Lembrando que para agilizar o diagnóstico, a prefeitura passou a fazer esta semana o uso de testes rápidos de antígeno nos seus postos de saúde.

Em Santos, no litoral paulista, a população saiu à procura pela vacina da gripe, o que acabou esgotando o estoque dos 150 últimos imunizantes na cidade. A prefeitura informou que já pediu mais 5 mil doses ao governo do Estado. Cabe lembrar que o período típico de vacinação contra a gripe é entre abril e julho.

Em Campinas, no interior, a prefeitura informou que as internações de crianças com síndrome respiratória aguda grave já superam em três vezes o número de casos no ano passado, sendo 486 em 2020 e 1030 este ano, e por isso está aumentando a oferta de leitos pediátricos nos hospitais municipais da cidade e utilizando testes rápidos de Covid para agilizar o diagnóstico.

De acordo com infectologistas esse quadro atípico de aumento de casos de gripe em dezembro pode ser explicado também pelo surgimento de uma variante do vírus influenza chamada Darwin, que surgiu na Austrália.

 

Edição: Nadia Faggiani/Edgard Matsuki

Fonte: Agencia Brasil / Rádio AD Belém    97,9 FM 

Deixe seu Comentário