Depois de sete anos sem reajustes, todas as categorias de táxi de São Paulo tiveram aumento de 22%. A tarifa por quilômetro rodado será de R$ 4,00, um aumento de 45%. A tarifa horária custará R$ 49 reais, reajuste de 48%. O taxista Luiz Carlos diz que a mudança foi necessária, já que o preço dos combustíveis também cresceu. Segundo ele, a bandeirada de R$ 5,50 não vai afastar os clientes. “Eu achei bom porque já tinha quase oito anos que o táxi estava defasado. Com esse aumento do combustível, para se ter uma ideia, um taxista que faz R$ 300 gasta R$ 150 de combustível e leva para casa R$ 30 reais, fazendo 18 ou 17 horas na rua”, disse. “A conta não fecha. É pai de família em desespero. Até a tabela que eu vim buscar, tive que pagar o valor de R$ 15 porque não é de graça. Eu espero que isso venha nos ajudar, estamos passando um momento muito difícil”, acrescentou. Até que todos os taxímetros sejam adequados às novas tarifas, os motoristas deverão prestar o serviço com duas tabelas de conversão no interior do veículo.

*Com informações do repórter Victor Morais

https://www.radioadbelem.com/