Um terremoto de 6,1 graus na escala Richter matou mais de 920 pessoas e feriu 610 no leste do Afeganistão, disseram autoridades nesta quarta-feira.

Maulvi Sharafuddin Muslim, vice-ministro de Estado para gestão de desastres, disse que até agora 920 pessoas foram mortas e mais de 610 ficaram feridas no terremoto, disse a agência de notícias estatal Bakhtar durante uma entrevista coletiva em Cabul.

"Pelo menos 218 pessoas morreram e mais de 300 ficaram feridas em um terremoto somente no distrito de Giani, em #Paktika. Até agora, o número de mártires em #Paktika chegou a 381", disse Abdul Wahid Rayan, funcionário do Taleban e diretor-geral da agência de notícias estatal Bakhtar, twittou anteriormente.

Os tremores sacudiram as províncias da fronteira oriental de Khost e Paktika na noite passada, causando enormes destruições nas áreas.

Autoridades afegãs disseram que o número de mortos pode aumentar, já que dezenas de pessoas estão em estado crítico.

"Tenho relatos trágicos da minha província natal de Paktika, onde centenas de pessoas morreram e ficaram feridas nos terremotos devastadores. As casas estão destruídas e as pessoas estão sob os escombros", disse Khalid Zadran, porta-voz da polícia na capital Cabul, em comunicado. um tweet.

"Equipes de ajuda de Cabul chegaram à área e o trabalho de resgate está em andamento. Todas as organizações de ajuda devem direcionar sua ajuda para Paktika", acrescentou.

Autoridades do Taleban também solicitaram assistência imediata nas áreas atingidas pelo terremoto.

Vídeos e fotos que circulam nas redes sociais mostram casas arrasadas no terremoto devastador da noite passada.

Redação, RÁDIO AD BELEM

97,9 FM

Fonte: Ovale / radioadbelem.com